RÁDIO AO VIVO
Programa
RESUMO DO DIA NOTÍCIA E MÚSICA
Ouça tambem:

Cientistas pedem medidas para evitar Cepa indiana no Brasil

Compartilhar: FACEBOOK TWITTER WHATSAPP
segunda, 03/05/2021 as 08:20
Foto: EPA - Centro de testagem para Covid-19

Ameaça iminente da chegada ao Brasil da variante indiana do novo coronavírus levou a comunidade científica a pedir socorro às autoridades de saúde. Especialistas acreditam que a mutação, que já chegou a 17 países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), pode ser contida com a adoção de barreiras sanitárias, como testagem de turistas vindos do exterior.

O Ministério da Saúde respondeu que a decisão de impor essas barreiras é da Presidência da República. Já a assessoria da presidência devolveu a atribuição à pasta. O jogo de empurra fecha os olhos para uma realidade preocupante.

A própria OMS classifica o tipo como “variante de interesse”, porque se trata de vírus diferentes dos identificados no Reino Unido, Brasil e na África do Sul.

O virologista Fernando Spilki, da Universidade do Rio Grande do Sul, declarou ao Estadão que se não houver testagem de pessoas que chegam ao Brasil, a variante muito provavelmente se disseminará internamente.

A imunologista Ester Sabino, da Universidade de São Paulo, faz um alerta grave e afirma que qualquer variação do vírus de qualquer lugar do mundo pode chegar ao país, da mesma forma que o novo coronavírus se tornou uma pandemia a partir de Wuhan, na China.

Os especialistas lembram que é importante atentar para a reação das mutações diante dos efeitos de contenção do vírus pela vacinação.

Por: Bernadete Druzian (Agência Rádio2)

Deixe seu comentário


+ SAÚDE








+