RÁDIO AO VIVO
Programa
PROGRAMAÇÃO MUSICAL
Ouça tambem:

Auxílio emergencial será prorrogado se vacinação contra a Covid-19 não avançar

Compartilhar: FACEBOOK TWITTER WHATSAPP
Foto: Reprodução

Novos picos de contaminação pelo novo coronavírus e falta de vacinas podem fazer o governo renovar o auxílio emergencial, reeditado em abril.

A probabilidade de renovação do benefício, não é, no entanto, esperada pela equipe do governo.

Mas o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou, na quinta-feira, que o auxílio é uma arma de enfrentamento da pandemia e poderá ser renovado caso o vírus não dê trégua.

Em suas palavras, Guedes destacou que se a doença continuar fustigando, as mortes continuam elevando, a vacina, por alguma razão técnica, não chegando, será necessário renovar.

O benefício, reeditado em abril, prevê pagamentos de quatro parcelas entre R$ 150,00 e R$ 375,00 a cerca de 40 milhões de famílias.

O valor médio é de R$ 250,00 .

Guedes citou, como condição para prorrogar o auxílio, atingir de 60 a 70% da população com a vacina até o fim de julho e com 100% da faixa prioritária de idosos completamente imunizada.

Agência Radio 2

Deixe seu comentário


+ SOCIAL








+ Brasil